Logotipo do Museu do Imigrante

Salas das Gaitas - 02/09 - Por Museu do Imigrante

Também é conhecida como melódica.

Funciona de modo parecido ao acordeão, pois quando a tecla é pressionada, permite a passagem de ar pela palheta a qual é interligada.

Escaleta na cor preta, com 20 teclas brancas (naturais) e 14 pretas (acidentadas).

Na parte traseira, em uma das extremidades, está o letreiro “Scaletta”, em fonte cursiva e alto relevo, na cor branca.

Em uma das laterais, possui uma cavidade para encaixe de boquilha (peça por onde o músico sopra ao tocar o instrumento, enquanto pressiona as teclas).

Na parte de baixo possui alça em borracha preta, com extremidades em metal dourado. O metal encontra-se oxidado.
Ainda embaixo, possui uma etiqueta.

A etiqueta é amarela, com a borda vermelha e possui formato retangular. O que ultrapassa os limites desse formato é um desenho de um acordeon, na cor preta e branca, que fica na parte central superior da etiqueta.
Ao centro há um círculo azul, onde consta, em fonte cursiva de cor branca, a marca do instrumento “Scala LTDA.” Abaixo é possível visualizar, na cor preta, "Indústria Brasileira”. A etiqueta está desintegrada, o que impede a visualização da sua parte inferior, entretanto, ainda é possível visualizar na cor vermelha “ BENTO GONÇALVES - R.S. DO SUL”. Há mais duas inscrições na parte superior, em cor preta, não identificadas.

O instrumento é encaixado com parafusos.

Comprimento:42,5cm
Largura:8,8 cm
Altura:4,4cm
Instrumento de sopro fabricado pela Cia. Industrial Scala.

Também é conhecida como melódica.

Funciona de modo parecido ao acordeão, pois quando a tecla é pressionada, permite a passagem de ar pela palheta a qual é interligada.

Segundo Da Cunha ( 2021):
“A empresa que produzia acordeões e escaletas em Bento Gonçalves, foi fundada em 1948 por Vitorio Gava e Sigsmundo Dytz, nomeada de Sociedade de Acordeões Scala Ltda. Em 1973 ocorre a mudança da razão social para Cia Acordeões Scala, onde além de gaitas e scalettas, iniciou uma produção no setor moveleiro. Seus produtos consistiam em estantes moduladas, poltronas, bares, mesas de centro e cadeiras.
Em 1973 novamente muda-se o nome para Cia Industrial Scala que investirá mais em móveis, abandonando a produção de acordeões.
Essa mudança de produção deriva-se da diminuição de consumo no setor de acordeões, já que nesta década surgem os instrumentos eletrônicos, que barateavam o valor desses produtos no mercado, além do que a cultura musical do país passava por transformações. Além do que, o setor moveleiro nessa década, no município, era o mais lucrativo e o que melhor se desenvolvia no mercado. Sendo que a partir de 1977 será classificada no setor moveleiro e não mais no de acordeões.
A fábrica da Scala, em dado momento, era dividida em duas partes: uma exclusivamente para fabricação de acordeões, enquanto outra era para o setor moveleiro.” (DA CUNHA, 2021)

Confira as imagens abaixo

  • escaleta
  • escaleta

Explore mais

  • quadro antigos

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição.
  • Penico

    Quarto

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição. penico branco