Logotipo do Museu do Imigrante

Arte sacra - 02/09 - Por Museu do Imigrante

Escultura em madeida da Nossa Senhora das Dores

Estátua “de vestir”, esculpida em madeira maciça, para representação de Nossa Senhora das Dores. A escultura consiste em uma mulher em pé, com braços ao lado do corpo, pernas próximas uma da outra e vestido esboçado.

O rosto é levemente inclinado para cima e os cabelos são esculpidos de forma a parecerem lisos e presos na parte posterior da cabeça.

Os braços e ombros são articulados.

A escultura encontra-se sobre uma base octogonal.

A pintura da escultura é em cor clara nas partes que representam a pele (rosto, colo, mãos e pés), e em tom natural da madeira, desde a altura do peito até os tornozelos (como se estivesse vestida) e na parte dos cabelos.

A pintura de toda a escultura está craquelada e a estrutura possui algumas partes lascadas. Ambas as mãos estão quebradas.
Comprimento: 125,6 cm
Largura: 21,6


Imagem de vestir de 1876 doada pela Capela Nossa Senhora das Dores.

As estátuas “de vestir” eram imagens católicas que eram vestidas com trajes de tecido. Por vezes, também eram utilizadas perucas.

(se diferencia das imagens “de roca”, pois possui toda a estrutura do corpo esculpida, enquanto as “de roca” possuem apenas ripas de madeira nas partes que ficam escondidas pela roupa, a fim de facilitar o transporte em procissões)

A Nossa Senhora das Dores ou Mater Dolorosa teve sua devoção iniciada em 1221, no Mosteiro de Schönau. Seu nome se refere às 7 Dores da Virgem Maria.

Doador: Escola Mestre Santa Bárbara

Época: 1876

Pertenceu à: Capela Nossa Senhora das Dores

Confira as imagens abaixo

  • frente da Nossa Senhora das Dores escultpida em madeira
  • frente da Nossa Senhora das Dores escultpida em madeira

Explore mais

  • quadro antigos

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição.
  • Penico

    Quarto

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição. penico branco