Logotipo do Museu do Imigrante

Anteriores - 15/12 - Por Museu do Imigrante

de Gabrielly Paz e Sarah Milani Campana

De 20 de dezembro a 30 de janeiro, o Museu do Imigrante recebe a exposição “Histórias e Trajetórias”, das artistas plásticas Gabrielly Paz e Sarah Milani Campana. Cada uma traz um caminho artístico diferente: Gabrielly, em suas criações, traz o misterioso movimento do Surrealismo; e Sarah, tem o olhar ancorado no Realismo, onde seu traço busca a expressão máxima dos retratados.

E “Histórias e Trajetórias” promove um diálogo entre os dois universos próprios e distintos que, no entanto, cria um laço de amizade e de novas interpretações. Na mostra vão estar 50 obras de Sarah em tamanhos médios na técnica de lápis a base de óleo e aquarela, e Gabrielly traz 14 obras, sendo 10 na técnica de acrílica e óleo sobre tela, e 4 obras na técnica da aquarela sobre papel.

Gabrielly fala de como surgiu a ideia de unir os dois estilos.“A ideia de unir os dois estilos nasceu a partir do nosso encontro, do desenvolvimento de uma amizade e admiração de nossas obras. À medida que exploramos nossas criações individuais, percebemos que havia uma boa sinergia entre nossos estilos artísticos distintos”.

Para Sarah, o realismo transcende o figurativo, além de proporcionar um feito artístico notável. “A capacidade de impressionar, não só às outras pessoas, mas principalmente a mim, eu amo olhar uma obra muito realista que me faz sentir incrédula que um ser humano conseguiu pintar. Na maioria das vezes quando eu entrego a obra pronta para a pessoa eu vejo nela o quanto isso significa para ela, eu me sinto capaz de grandes feitos, é por isso eu trabalho com isso. Para mim é a ferramenta que eu tenho para poder encontrar meu lugar no mundo, dominar essa técnica e ter a capacidade de encantar”.

Para Gabrielly, o que a atrai no surrealismo é a liberdade de criação.“Acredito que reside na capacidade de transcender as barreiras da realidade convencional, o que me permite explorar um reino de expressões artísticas onde o inconsciente e o imaginário se entrelaçam de maneira intrigante. A liberdade no surrealismo me proporciona espaço para a experimentação, e desafia as limitações da lógica. A riqueza simbólica e a liberdade interpretativa característicos do surrealismo oferecem um terreno fértil para expressar ideias profundas e complexas, criando um diálogo único entre o espectador e a obra de arte”.

A vernissage ocorre no dia 19 de dezembro, às 19h, no Museu do Imigrante.

Serviço
O que: “Histórias e Trajetórias”, Gabrielly Paz e Sarah Milani Campana
Vernissage: 19 de dezembro, às 19h
Período de visitação: de 20 de dezembro a 30 de janeiro
Onde: Museu do Imigrante – Rua Herny Hugo Dreher, 127, bairro Planalto
Horário de visitação: de terça a sexta-feira, das 8h às 17h, e nos sábados das 8h às 12 e das 13h às 17h

Confira as imagens abaixo

  • WhatsApp Image 2023-12-15 at 16.14.21 (1)

Explore mais

  • Ontem e Hoje

    Em cartaz

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição. ontem e hoje
  • Corpo negro que baila

    Anteriores

    até no Museu do Imigrante

    Clique para ver mais sobre essa exposição. img_A528E55491F6E48464E533047219294F3E4E26C6_420x870